Visitantes Totais19097

Desde 2010 plantamos 4633 árvores

ações

A – Ações Preparatórias e Elaboração de Planos de Gestão e/ou Planos de Ação

Ação A.1 – Elaboração do Programa de Ações de Demonstração para o Controlo e Erradicação de Exóticas e Conservação/Beneficiação de Autóctones

A ação visa essencialmente detalhar para uma escala operacional de trabalho as medidas de controle e erradicação de espécies invasoras que foram previamente identificadas como necessárias no âmbito do “Plano de Ordenamento e Gestão da Mata Nacional do Bussaco”, de 2009. Mais concretamente, para a sua operacionalização e execução no terreno (especialmente ao nível das medidas relacionadas com a conservação da natureza e biodiversidade), é necessário pormenorizar as intervenções em parcelas de trabalho, identificando as tarefas concretas a desenvolver em cada parcela, calendarizando as intervenções e alocando os meios adequados a atingir os objetivos/resultados pretendidos.

Os trabalhos desta ação irão dar origem ao Programa de Ações de Controlo e Erradicação de Espécies Invasoras e Conservação/Beneficiação de Autóctones

Beneficiário Responsável: Fundação Mata Do Buçaco, F.P

Ação A.2 – Elaboração de Programa de Ações de Sensibilização, Envolvimento e Voluntariado

A ação, em articulação com a Ação A.1, tem por objetivo assegurar a participação ativa da população local e visitante nos trabalhos de erradicação de espécies exóticas invasoras e beneficiação de autóctones. Pretende-se conferir a estas ações um caráter único e diferenciador, com elevado poder demonstrativo para aplicação em situações análogas.

Dos trabalhos desta ação resulta o Programa de Ações de Sensibilização e Disseminação dos Resultados, sendo que para a definição deste prevêem-se um conjunto de trabalhos complementares, incluindo identificação de tarefas e ações-tipo passíveis de serem promovidas com cada público-alvo e consulta de potenciais participantes (comunidade, escolas, IPSS’s, empresas locais e nacionais, entre outros), de forma a identificar, pormenorizar e calendarizar as ações a desenvolver ao longo do projeto. Em relação aos restantes trabalhos de comunicação e sensibilização, pretende-se essencialmente detalhar e calendarizar mais pormenorizadamente a sua execução, de forma integrada e coerente com os restantes trabalhos do projeto.

Beneficiário Responsável: Fundação Mata Do Buçaco, F.P. e Câmara Municipal da Mealhada

 

 

C – Ações Concretas de Conservação

 

As ações concretas de conservação associadas ao projeto envolvem trabalhos conjugados de erradicação de espécies de flora exótica invasora e de propagação e beneficiação/reforço de povoamento de espécies de flora autóctone. Muito embora se preveja que a sua realização decorra de forma integrada, elas serão alavancadas por duas ações complementares:

 

Ação C.1 – Ações de Reativação/Operação de Viveiro e Beneficiação de Autóctones

 

Reativação e operação de infraestruturas como estufas, estufins e abrigos de climatização, de forma a colocar em prática um conjunto de trabalhos de produção vegetal necessários para atingir os seguintes objetivos:

 

  1. Conservação e recuperação dos povoamentos florestais autóctones (especialmente as formações de habitats reliquiais);
  2. Substituição progressiva da área de povoamento de pinheiro-bravo Pinus pinaster por povoamentos da formação autóctone, com maior valor de conservação e favorecedores de uma maior biodiversidade;
  3. Manutenção e reforço das populações de espécies autóctones raras e ameaçadas;
  4. Conservação e recuperação de vegetação ribeirinha;
  5. De forma transversal, e como resultado das atrás referidas, a adequação da gestão da Mata às necessidades de conservação da fauna, flora e habitats nela identificados.

 

Como aspeto base para implementação destas medidas é de salientar a necessidade de se dispor de um número substancial de espécies de flora autóctone que na sua maioria não se encontram disponíveis no mercado e que, numa perspetiva de conservação da biodiversidade local, devem ser objeto de trabalhos contínuos de identificação, recolha, propagação em viveiro e posterior plantação, como os propostos no âmbito da presente ação.

 

Assim, os trabalhos aqui propostos visam a reativação e operação de infraestruturas necessárias, bem como a aquisição de um conjunto de equipamentos de gestão florestal essenciais para o tipo de tipologia de trabalhos previstos.

 

Numa perspetiva de sustentabilidade a ação contempla aspetos relacionados com a minimização de custos de operação do viveiro e trabalhos associados (originado com as restantes atividades da Fundação Mata Do Buçaco, F.P., incluindo não só as do projeto mas também de gestão do Arboreto e Jardins), perspetivando-se ainda a sua operação de forma articulada com o Programa de Sensibilização, Envolvimento e Voluntariado (ações D.5 a D.7).

 

Estes trabalhos irão centrar-se nas instalações dos antigos viveiros florestais da Mata e nas áreas a beneficiar com as espécies autóctones, envolvendo sobretudo os 30,6 ha de floresta autóctone. No interior incluem-se cerca de 17,5 ha do habitat Adernal, e áreas-tampão que o envolvem, os quais integram outros habitats reliquiais, também associados à floresta original.

 

Beneficiário Responsável: Fundação Mata Do Buçaco, F.P.

 

Ação C.2 – Ações de Controlo e erradicação de Espécies Invasoras

 

Esta ação visa o combate e erradicação, da Mata do Buçaco, de um conjunto de espécies exóticas e invasoras que colocam em causa a conservação da flora e habitats autóctones com elevado valor de conservação – e todo um conjunto de serviços prestados por essa biodiversidade (retenção de água, controlo da erosão, alimento e abrigo para fauna protegida e ameaçada, alimento humano, entre outros).

 

As principais espécies exóticas invasoras alvo deste projeto serão não só aquelas que ocupam manchas de dimensões consideráveis e para as quais já existem, noutros contextos geográficos e socioeconómicos, experiências e resultados de controlo bastante positivos, como a mimosa Acacia dealbata, a acácia-de-espigas A. longifolia, a austrália A. melanoxylon e o espanta-lobos Ailanthus althissima, mas também se incluem outras espécies para as quais as experiências de combate no contexto nacional são menos conhecidas e/ou inexistentes. São exemplo disso a árvore-do-incenso Pittosporum undulatum, a robínia Robinia pseudoacacia e a erva-da-fortuna Tradescantia fluminensis. De forma mais pontual, um conjunto de espécies ornamentais com ocorrência delimitada e restita, mas cujo caráter invasor aconselha desde já a aplicação de medidas preventivas, serão também alvo deste projeto de forma a salvaguardar a sua não propagação. Nestas espécies inclui-se os penachos Cortaderia selloana, o louro-cerejo Prunus laurocerasus, e a fasciculária Fascicularia bicolor.

 

Para controlo e erradicação das espécies referidas os trabalhos desta ação integram um conjunto de tarefas complementares a desenvolver de forma articulada, temporal e espacialmente, com a Ação C.1, incluindo métodos manuais, mecânicos e químicos.

 

Para cada conjugação de espécie invasora / habitat a beneficiar, prevê-se a aplicação e avaliação inicial de um conjunto de métodos, análise e avaliação integrada dos resultados dos trabalhos de controlo/erradicação e propagação/beneficiação, com posterior seleção dos métodos que melhores resultados operacionais apresentarem e sua aplicação generalizada, nos anos seguintes, às restantes áreas de intervenção.

 

Beneficiário Responsável: Fundação Mata Do Buçaco, F.P.

 

 

D – Ações de Sensibilização e Disseminação dos Resultados

 

Os trabalhos de sensibilização e disseminação do projeto incluem um conjunto de ações complementares que respondam às necessidades de comunicação, reforcem o caráter demostrativo  do projeto, assegurando a participação e envolvimento ativo de um conjunto de agentes nos trabalhos de conservação e, por último, enfatizem a necessidade de disseminar e transferir os resultados do projeto a outros agentes que deles possam beneficiar diretamente, esperando contribuir para a aplicação destes resultados a outras situações e contextos.

 

Ação D.1 – Programa de Ações de Comunicação e Divulgação LIFE+ / Sítio Web

 

Esta Ação, em articulação com as Ações D.2 e D.3, tem por objetivo assegurar a comunicação, visibilidade e divulgação dos objetivos, desenvolvimento e resultados do projeto. Para isso prevê-se a criação e atualização regular de um sítio Web do projeto. A partir deste será possível aceder a novidades, relatórios e versões digitais de todos os materiais de sensibilização, divulgação e disseminação produzidos, bem como a arquivo de imagens e vídeos contendo exemplos das atividades dinamizadas.

 

Beneficiário Responsável: Fundação Mata Do Buçaco, F.P.

 

Ação D.2 – Programa de Ações de Comunicação e Divulgação LIFE+ / Placards e Outdoors

 

Os trabalhos desta Ação têm por objetivo assegurar uma maior visibilidade às áreas intervencionadas com trabalhos do projeto, bem como do apoio proporcionado aos mesmos pelo programa LIFE+. Nesse sentido, prevê-se a produção e afixação de placards e outdoors com descrição dos trabalhos do projeto, para identificação das áreas de intervenção dos trabalhos de conservação, dos espaços onde decorreram as principais atividades com público e junto do conjunto de portas de entrada da Mata Nacional do Buçaco.

 

Beneficiário Responsável: Fundação Mata Do Buçaco, F.P.

 

Ação D.3 – Programa de Ações de Comunicação e Divulgação LIFE+ / Relatório para Leigos – Layman Report

 

Através desta Ação pretende-se assegurar a comunicação e divulgação dos objetivos, desenvolvimentos e resultados do projeto ao público em geral, através de documentação de caráter não técnico.

 

Beneficiário Responsável: Fundação Mata Do Buçaco, F.P.

 

Ação D.4 – Programa de Ações de Comunicação e Divulgação LIFE+ / Ações Complementares

 

Os trabalhos desta Ação têm por objetivo assegurar uma mais ampla comunicação e divulgação dos objetivos e resultados do projeto junto do público em geral. Neste contexto prevê-se a definição e implementação de um conjunto de trabalhos que visam o aumento da visibilidade do projeto e dos seus efeitos de demonstração, através da colocação em prática de um Plano de Comunicação e Divulgação. Pretende-se também que as ferramentas resultantes deste plano permitam apoiar e tornar mais eficazes a realização de atividades de conservação/demonstração associadas às Ações D.5, D.6 e D.7.

 

Beneficiário Responsável: Fundação Mata Do Buçaco, F.P.

 

Ação D.5 – Programa de Ações de Sensibilização, Envolvimento e Voluntariado / Público Geral

 

É objetivo de todas as Ações de Sensibilização, Envolvimento e Voluntariado (D.5, D.6 e D.7) potenciar o envolvimento ativo e direto de diferentes tipos de públicos nas ações de conservação a promover no âmbito das Ações C.1 e C.2. Esta Ação em concreto é direcionada para o público em geral (especialmente as comunidades locais e visitantes), estando previstas a realização de uma combinação de atividades complementares de divulgação e interpretação da Mata Nacional do Buçaco, dos valores naturais associados a este espaço, em especial do Adernal e uma das principais ameaças a este habitat reliquial, as espécies exóticas invasoras.

 

Beneficiário Responsável: Fundação Mata Do Buçaco, F.P.

 

Ação D.6 – Programa de Ações de Sensibilização, Envolvimento e Voluntariado / Empresas

 

Tal como referido na Ação anterior, é objetivo de todas as Ações de Sensibilização, Envolvimento e Voluntariado (D.5, D.6 e D.7) potenciar o envolvimento ativo e direto de diferentes tipos de públicos nas ações de conservação a promover no âmbito das Ações C.1 e C.2. A Ação D.6 visa a definição de um programa de atividades de voluntariado corporativo, dirigido às principais empresas locais e outras interessadas em associar-se às atividades. Mais concretamente, as ações a desenvolver incluem a conceção e implementação de programas de envolvimento direto e responsabilidade ambiental, planeadas de forma a assegurar o envolvimento regular dos agentes que manifestem interesse em associar-se ao projeto, contribuindo assim para a amplificação do caráter demonstrativo do projeto.

 

Beneficiário Responsável: Fundação Mata Do Buçaco, F.P.

 

Ação D.7 – Programa de Ações de Sensibilização, Envolvimento e Voluntariado / Escolas

 

Tal como as restantes Ações de Sensibilização, Envolvimento e Voluntariado (D.5 e D.6), a Ação D.7 tem como objetivo potenciar o envolvimento ativo e direto de diferentes tipos de públicos nas ações de conservação a promover no âmbito das Ações C.1 e C.2. O público alvo desta Ação é a comunidade escolar, incluindo não só os alunos e professores, mas também os agregados familiares, pois constituem um veículo primordial para a transmissão de conhecimentos, valores e práticas dirigidas às questões ambientais, especialmente quando estejam em causa territórios de proximidade.

 

A ação em concreto visa a definição de um programa de educação e sensibilização ambiental, dirigido às escolas locais do ensino básico, a coordenar e implementar pelo parceiro Município da Mealhada, no âmbito de Atividades Extra Curriculares que serão integradas na temática “Ambiente e Cidadania”. Pretende-se assegurar um programa contínuo que potencie a sensibilização e envolvimento da comunidade escolar em atividades concretas e práticas de conhecimento e apoio à conservação da biodiversidade existente na Mata Nacional do Buçaco, envolvendo 100% da população do ensino básico do concelho da Mealhada.

 

Beneficiário Responsável: Câmara Municipal da Mealhada

 

Ação D.8 – Programa de Ações de Disseminação e Transferência de Resultados

 

O projeto proposto, envolvendo a demonstração de ações aplicáveis ao combate e erradicação de espécies exóticas invasoras em conjugação com o reforço e beneficiação de espécies e habitats autóctones, apresenta elevado potencial de replicação a outros contextos geográficos e socioeconómicos onde este tipo de ameaça se coloca. Neste contexto, e decorrendo também do apoio à sua execução por parte do LIFE+, constitui objetivo do projeto que o conhecimento gerado acerca das ações de conservação aplicadas, monitorizadas e avaliadas possa ser transferido e aplicado/replicado a outros contextos, contribuindo assim para a conservação da biodiversidade num espaço geográfico mais amplo do que aquele em que o projeto incide.

 

Sendo certo que o problema abordado se coloca com elevada prioridade noutros territórios sob gestão pública e privada existentes no território nacional – daqui se esperando, desde logo, um elevado potencial de aplicação dos seus resultados no contexto português –, as ameaças colocadas à biodiversidade por espécies invasoras são um problema transversal ao espaço europeu. Neste âmbito, os trabalhos desta ação visam um conjunto de tarefas de disseminação e transferência de conhecimento dirigidos a diferentes públicos, tanto numa perspetiva de setor de atividade como de origem geográfica.

 

Beneficiário Responsável: Fundação Mata Do Buçaco, F.P.

 

 

FaLang translation system by Faboba
joomla template 1.6

PARCEIROS