Imprimir esta página
sexta, 23 outubro 2015 14:54

“SEMENT EVENT” SENSIBILIZA PARA OS VALORES DA CONSERVAÇÃO DA FLORESTA

Escrito por
Classifique este item
(0 votos)

A Nossa Floresta: riqueza por explorar é o tema do evento que se realiza pelo quinto ano consecutivo e que inclui um conjunto vasto de atividades gratuitas dirigidas à população

O “Sement Event” está de regresso ao calendário de atividades da Fundação Mata do Buçaco (FMB). O evento decorre de 20 a 30 de novembro, simultaneamente no Grande Hotel do Luso e na Mata do Buçaco. “A Nossa Floresta: Riqueza por explorar” é o tema da 5ª edição do evento realizado no âmbito do Projeto BRIGHT (Bussaco’s Recovery of Invasions Generating Habitat Threats) e que se associa às comemorações do Dia da Floresta Autóctone. À semelhança de anos anteriores, o programa de atividades será bastante diversificado contando com ações de voluntariado, seminários, formações e exposições contando para tal com a presença de um reputado painel de oradores ligados à temática do Ambiente e da Floresta. O objetivo principal do evento é procurar identificar a sociedade civil com os valores do Projeto e, assim, fomentar a aproximação do público com a mata. Uma semana inteiramente dedicada à propagação de espécies autóctones, à valorização e renaturalização de espaços degradados, ao controlo de espécies exóticas invasoras (lenhosas e herbáceas) é o que propõe o programa do “Sement Event 2015” que incluirá, para além destas atividades, sessões públicas abertas ao público onde serão debatidos temas pertinentes sobre os recursos florestais autóctones e a mais-valia dos projetos de conservação da natureza.

Do programa do evento, que a FMB realiza anualmente no âmbito do Projeto BRIGHT (Bussaco’s Recovery of Invasions Generating Habitat Threats), apoiado pelo Programa LIFE+/Biodiversidade da Comissão Europeia, fazem ainda parte diversas ações de voluntariado a desenvolver entre os dias 23 e 30 de novembro, na Mata Nacional do Buçaco. Previstas estão ainda a recolha e propagação de espécies autóctones presentes na mata como: o folhado (Viburnum tinus); gilbardeira (Ruscus aculeatus); azereiro (Prunus lusitanica) e pilriteiro (Crataegus monogyna), para posterior propagação através de sementes nos viveiros da mata. Estas práticas são consideradas fundamentais para dar continuidade ao seu registo histórico, assim como na revitalização das áreas afetadas por catástrofes naturais, tendo em consideração o caso concreto da mata e das áreas assoladas pelo ciclone Gong, em 2013.

De referir que durante o evento serão dinamizadas visitas orientadas por técnicos da FMB, através do espaço envolvente da mata, visando o controlo de espécies invasoras como a australia (Acacia melanoxylon), mimosa (Acacia dealbata), pitósporo ondulado, acacia-de-espigas (Acacia longifolia), tintureira (Phytolacca americana), carvalhos e adernos, entre outras espécies. Pretende-se com estas deslocações a implementação de trabalhos de conservação da natureza e da biodiversidade face a um dos principais problemas globais em matéria de ambiente – as ameaças colocadas por espécies vegetais exóticas com características invasoras à biodiversidade. O principal objectivo é demonstrar por meio da aplicação de metodológicas de controlo de plantas invasoras, como o arranque das espécies invasoras provenientes do “banco de sementes” e, pontualmente, o descasque de algumas espécies específicas, contribuem para a conservação e valorização dos ecossistemas.

Bussaco, 23 de outubro 2015

IMG 6683

 

Ler 1004 vezes Modificado em quarta, 12 julho 2017 13:49

Últimas de Tiago Mamede