MINISTRO DA CULTURA VISITA BUÇACO

O ministro da Cultura, João Soares, mostrou-se recetivo, ontem, à classificação do Buçaco como Monumento Nacional e considerou "justa" e "legítima" a aspiração da Fundação Mata do Buçaco e da Câmara Municipal da Mealhada em candidatar o referido espaço de riqueza florestal, histórica e religiosa a Património da UNESCO, o que deverá acontecer em 2017 ou 2018.

Recorde-se que a classificação do Buçaco como Monumento Nacional está apenas dependente da aprovação do Ministério da Cultura e consequente ratificação por parte do Conselho de Ministros. Um facto que o presidente da Câmara da Mealhada, Rui Marqueiro, acredita que aconteça em 2016.

"Se for feita justiça, como acredito que será, não tenho dúvidas que o Buçaco será Monumento Nacional ainda este ano. Conheço monumentos nacionais que não têm, nem de perto, nem de longe, a imponência e a grandeza histórica e cultural do Buçaco, pelo que não há razão para que essa distinção não nos seja atribuída a curto prazo", afirmou o autarca da Mealhada.

Já quanto ao projeto de candidatura a Património da UNESCO, Rui Marqueiro foi prudente nas palavras, mas não deixou de revelar que ele próprio e o presidente da Fundação Mata do Buçaco, António Gravato, vão reunir, na próxima segunda-feira de manhã, no Ministério dos Negócios Estrangeiros, em Lisboa, com a presidente da Comissão Nacional da UNESCO, a embaixadora Ana Martinho, a quem vão entregar alguma documentação.
Antes de abandonar o concelho da Mealhada, o ministro João Soares fez questão de visitar, no Luso, a casa onde o antigo líder histórico do PCP, Álvaro Cunhal, foi preso pela PIDE.

Buçaco, 16 de janeiro de 2016

 

12  11

facebook icon  youtube icon  tripadvisor icon
Top