A Fundação Mata do Bussaco recebeu, hoje, um cheque da Fundação Jumbo para a Juventude, no valor de 19.945 euros, que serão integralmente investidos num projeto artístico designado de “MataBoo”.
O referido projeto, submetido ao concurso “Juntos pela Juventude”, dará a oportunidade a centenas de crianças, sobretudo as socialmente mais desfavorecidas, de serem artistas pela primeira vez e de pela primeira vez subirem a um palco, nos dias 24 e 25 de junho de 2017, na Mata do Bussaco, com uma produção cénica/teatral muito profissional, graças à ajuda da experiente Associação Escolíadas e ao apoio logístico da Câmara da Mealhada.

Bussaco, 23 de fevereiro 2017

 IMG 2819

A atriz e ex-modelo Sofia Aparício, à semelhança de outras personalodades nacionais, plantou uma árvore na Mata Nacional do Bussaco (Luso, Mealhada). Uma iniciativa enquadrada no projeto de reflorestação que a Fundação Mata do Bussaco tem vindo a desenvolver na referida Mata Nacional, que é candidata à classificação de Património Mundial da UNESCO.

Bussaco, 22 de fevereiro 2017 

IMG 2839 

Os atores e humoristas José Pedro Gomes e António Machado plantaram duas árvores (cedro do Bussaco e azereiro, respetivamente), hoje, dia 3 de fevereiro, na Mata Nacional do Bussaco.

Esta iniciativa de plantação de árvores, que decorreu num ambiente de permanente boa disposição e bom humor, enquadra-se no projeto de reflorestação que a Fundação Mata do Bussaco tem vindo a desenvolver na referida Mata Nacional, que é candidata à classificação de Património Mundial da UNESCO e foi a primeira floresta pública portuguesa a receber a certificação FSC (gestão florestal ambientalmente adequada, socialmente benéfica e economicamente viável). Pedro Abrunhosa, Marisa Liz (Amor Electro), Assunção Cristas, Maria de Belém, José Cid, Rui Reininho e Marco Paulo foram apenas algumas das figuras públicas nacionais que plantaram recentemente árvores no Buçaco. Também uma equipa de futebol dos Emirados Árabes Unidos e um grupo de investigadores chineses plantaram uma árvore, este ano, no Buçaco.

Recorde-se que todo o trabalho de limpeza e reabilitação da Mata decorre no âmbito do projeto BRIGHT – "Bussaco´s Recovery from Invasions Generating Habitat Threats", com o apoio do Programa LIFE+.

 Bussaco, 4 de janeiro 2017

Atores 3 Atores JM o

O cabeleireiro Eduardo Beauté plantou uma árvore (carvalho alvarinho), hoje, na Mata Nacional do Bussaco (Luso, Mealhada). Na iniciativa “amiga do ambiente”, o socialite fez-se acompanhar dos seus três filhos - Bernardo, Lurdes e Eduardo -, que também fizeram questão, cada um deles, de plantar uma árvore.

Eduardo Beauté ficou encantado com o património histórico, cultural, arquitetónico e sobretudo com a fauna e flora que encontrou nos 105 hectares da Mata Nacional do Bussaco. “Já tenho três filhos, estou a escrever um livro sobre os meus 50 anos de vida. Só me faltava mesmo plantar uma árvore. Ter oportunidade de o fazer numa floresta tão bonita e mágica como esta, ainda para mais na presença e com a colaboração dos meus filhos, é fantástico e eu só posso agradecer a quem proporcionou este momento inesquecível”, afirmou o cabeleireiro dos famosos logo após assinar o livro de honra da Fundação Mata do Bussaco (FMB), a entidade que gere todo o património da referida mata.
Já o presidente da FMB, António Gravato, o vice-presidente da Câmara Municipal da Mealhada, Guilherme Duarte, e o presidente da Junta de Freguesia de Luso, Claudemiro Semedo, que fizeram questão de assistir à plantação das quatro árvores, elogiaram "o gesto simbólico, mas de grande importância pedagógica”, de Eduardo Beuaté e dos seus filhos, desafiando-os a visitar regularmente o Bussaco e a acompanhar à distância o crescimento das árvores, uma vez que estas estão georreferenciadas e as coordenadas GPS foram facultadas num certificado de plantação.

Foto de Fundação Mata do Buçaco.

Esta iniciativa de plantação de árvores enquadra-se no projeto de reflorestação que a FMB tem vindo a desenvolver na referida Mata Nacional, que é candidata à classificação de Património Mundial da UNESCO e foi a primeira floresta pública portuguesa a receber a certificação FSC (gestão florestal ambientalmente adequada, socialmente benéfica e economicamente viável).

Pedro Abrunhosa, Marisa Liz (Amor Electro), Assunção Cristas, Maria de Belém, José Cid, Rui Reininho e Marco Paulo foram apenas algumas das figuras públicas nacionais que plantaram recentemente árvores no Bussaco. Também uma equipa de futebol dos Emirados Árabes Unidos e um grupo de investigadores chineses plantaram uma árvore, este ano, no Bussaco.
Recorde-se que todo o trabalho de limpeza e reabilitação da Mata decorre no âmbito do projeto BRIGHT - “Bussaco´s Recovery from Invasions Generating Habitat Threats”, com o apoio do Programa LIFE+. Com a sua execução, a FMB visa a conservação/valorização de um habitat relíquia: o adernal, cuja distribuição mundial se circunscreve aos escassos hectares existentes no Buçaco; o controlo/erradicação de flora exótica invasora que ameaça o adernal e demais espécies/habitats da Mata, através de trabalhos de continuidade centrados no ensaio e aplicação de novas práticas de controlo, dirigidas a espécies arbóreas e herbáceas, algumas das quais nunca aplicadas no contexto nacional e outras apenas a escalas mais reduzidas; o envolvimento ativo, nas atividades de conservação/valorização e controlo/erradicação, de diversos públicos e entidades, e da sociedade civil em geral (residentes, alunos, turistas, entre outros), com a perspetiva de assegurar o exercício de uma cidadania ativa e responsável em prol da conservação da natureza e da biodiversidade.

Fotografias: Ana Ribeiro / CAPhoto

Bussaco, 22 de janeiro 2017

 

O presidente do Conselho de Administração da EDP Distribuição, João Torres, plantou uma árvore (azereiro), hoje, no Vale dos Abetos, em plena Mata Nacional do Bussaco (Luso, Mealhada). 

Esta iniciativa de plantação de árvores enquadra-se no projeto de reflorestação que a Fundação Mata do Bussaco tem vindo a desenvolver na referida Mata Nacional, que é candidata à classificação de Património Mundial da UNESCO e foi a primeira floresta pública portuguesa a receber a certificação FSC (gestão florestal ambientalmente adequada, socialmente benéfica e economicamente viável).

Bussaco, 12 janeiro de 2017

 

Documentos:

pdfFormulário de participação

pdfAviso de abertura_Diário da república

FUNDAÇÃO MATA DO BUÇACO, F.P.

Torna-se público que, conforme o Aviso de Abertura n.º 313/2017, de 6 de janeiro, publicitado na 2ª série do Diário da República, se encontram abertos pelo prazo de dez dias úteis, a contar da data de publicitação daquele aviso, procedimentos de recrutamento de trabalhadores, tendo em vista a ocupação de postos de trabalho temporários, nos termos previstos na alínea h) do n.º 1 do artigo 57.º da LTFP, motivada pelo aumento excecional e temporário da atividade desta fundação, em virtude da prorrogação do prazo de execução do Projeto BRIGHT (LIFE+/NAT/PT/0075) até 31 de dezembro de 2017, do incremento do número de visitantes da Mata Nacional do Buçaco e dos utilizadores dos serviços desta fundação, que determinam consequentemente a necessidade temporária de recursos humanos.

Os referidos procedimentos visam a ocupação, através da celebração de contratos de trabalho a termo resolutivo certo, de 11 postos de trabalho previstos e não ocupados do mapa de pessoal desta Fundação, nos seguintes moldes:
1. – Dois postos de trabalho na carreira e categoria de técnico superior:
Ref.ª a) – Um posto de trabalho no Gabinete de Apoio ao Conselho Diretivo;
Ref.ª b) – Um posto de trabalho, na área de gestão, no Setor de Gestão Financeira e Recursos Humanos;
2. – Dois postos de trabalho na carreira e categoria de assistente técnico:
Ref.ª c) – Um posto de trabalho, na área financeira, no Setor de Gestão Financeira e de Recursos Humanos;
Ref.ª d) – Um posto de trabalho, na área do Turismo, no Setor de Turismo e Atividades Educativas;
3. – Sete postos de trabalho na carreira e categoria de assistente operacional:
Ref.ª e) – Dois postos de trabalho no Setor de Promoção e Dinamização Comercial;
Ref.ª f) – Cinco postos de trabalho no Setor do Património Florestal e Ambiental.

As candidaturas deverão ser formalizadas mediante preenchimento de formulário tipo obrigatório, disponível na página eletrónica da Fundação Mata do Buçaco, F.P. (www.fmb.pt), ou solicitado presencialmente nos referidos serviços, durante o horário normal de funcionamento, e devem ser remetidas, por correio registado com aviso de receção, até ao termo do prazo fixado, à Fundação Mata do Buçaco, F.P., sita na Mata Nacional do Buçaco, 3050-261 Luso, atendendo-se neste caso, à data de registo, ou entregues pessoalmente nos mesmos serviços, durante o horário normal de funcionamento.

Os referidos procedimentos de recrutamento não permitem a constituição de relações jurídicas de emprego público.

Esta publicação não dispensa a leitura integral do Aviso n.º 313/2017, de 6 de janeiro publicado em 2ª série do Diário da República, disponível em www.dre.pt e em www.fmb.pt .

Bussaco, 6 de janeiro de 2017

O Presidente do Conselho Diretivo
António Eduardo Ferreira Gravato

A Fundação Mata do Bussaco inaugurou, hoje, a exposição "A Influência dos Carmelitas Descalços na construção da Mata do Bussaco”, que estará patente ao público, de forma permanente, no Convento de Santa Cruz, na Mata Nacional do Bussaco (Luso, Mealhada).

A referida exposição, que foi oferecida pela Fundação Luso, presidida por Nuno Pinto de Magalhães, à Fundação Mata do Bussaco, presidida por António Gravato, tem como principal objetivo dar a conhecer a influência que os Carmelitas Descalços tiveram na plantação e edificação da Mata do Bussaco e o contributo singular na criação de um legado patrimonial único, de que todos hoje podemos usufruir.
Na cerimónia de inauguração estiveram presentes, entre outros, os presidentes da Câmara Municipal da Mealhada, da Fundação Mata do Bussaco, da Fundação Luso e da Junta de Freguesia de Luso.

Bussaco, 21 dezembro de 2016

Pág. 4 de 11
facebook icon  youtube icon  tripadvisor icon
Top